Porque não existe dízimo na Congregação?

4 comentários sobre “Porque não existe dízimo na Congregação?”

  1. O texto essencial NA ERA DA GRACA que mostra que o DIZIMO JA FOI AB-ROGADO PELO SENHOR JESUS, POIS O SENHOR CUMPRIU TODAS AS ORDENANCAS DA LEI), como ordenanca da era do SACRIFICIO: (ERA DA PROMESSA – ABRAAO – E DEPOIS NA ERA DA LEI – LEI DADA A MOISES), nao foi citado por quem escreveu, que trata da ab-rogacao das ordenancas da Lei pelo SENHOR JESUS CRISTO, HEBREUS 7. E o Apostolo Paulo adverte tambem em Galatas 3 que quem volta as Ordenancas da Lei fica sob a maldicao da Lei E AS PROMESSAS DADAS ATRAVES DE ABRAAO ficam interrompidas. (hebreus 7:10). O dizimo era HERANCA do sacertote da Tribo de Levi que tinha a principal funcao de fazer a expiacao dos pecados pelo povo, NUMEROS 18:21, e por isso o Sacerdote da Tribo de LEVI NAO PODIA TRABALHAR e so exercia o trabalho sacerdotal e recebia o dizimo como salario e como heranca NUMEROS 18;21), fazendo matanca de animais dia a pos dia ate que veio o SACERDOTE DA TRIBO DE JUDA, que de uma vez por toda fez o sacrificio perfeito, entregando seu corpo e sua vida por toda a humanidade, tornando-se SACERTOTE ETERNO ( HEBREUS 7:27), E FAZENDO cada servo de Deus na Era da Graca Sacerdote Real pelo Batismo do Espirito Santo. A Obra de Deus na Era da Graca se faz com ofertas voluntarias (2 Corintios 9:6), com amor e compaixao ao proximo para atender a necessidade da igreja, os servos de Deus na terra, e da obra de caridade, e Deus multiplicara a sementeira conforme nos ensina o texto sagrado. QUE O SENHOR NOSSO DEUS ABENCOE A TODOS E QUE O SANTO ESPIRITO DE DEUS POSSA ESTAR NOS CONDUZINDO A TODA VERDADE, que eh o proprio SENHOR JESUS, A PALAVRA SAGRADA DE DEUS, pois as coisas do Altissimo se aprende pelo Espirito e nao pela letra ou estudo. A SANTA PAZ DO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO ESTEJA E SEJA COM TODOS OS SERVOS DE DEUS NA TERRA.

  2. ERRATA: E o Apostolo Paulo adverte tambem em Galatas 3 que quem volta as Ordenancas da Lei fica sob a maldicao da Lei E AS PROMESSAS DADAS ATRAVES DE ABRAAO ficam interrompidas (GALATAS 3;10).

  3. “”Grão de areia na praia. Um no meio de 7 bilhões… Cristão no meio de “cristãos”. Sou cristão reformado, numa comunidade não reformada. Faço minhas as palavras de Calvino: “A fé não consiste na ignorância, mas no conhecimento..””

    Interessante falar em conhecimento e ignorância.

    Você fez um texto gigante em cima de algo errado: “Percebe-se já no início que Deus estava reclamando do fato de que seu povo havia se esquecido dos seus preceitos e…”

    Deus não estava reclamando e nem cobrando do povo. Ele estava falando ESPECIFICAMENTE com os sacerdotes.

    Malaquias 2:11 “E agora esta advertência é para vocês, ó sacerdotes.”

    Esta pequena diferença pode causar uma ENORME confusão, fazendo acreditar que as pessoas que não dão dinheiro na igreja, estão roubando de Deus, assim como os pastores pregam que o “povo” estava roubando.

    Enfim, como é calvinista e reformado, peço que estude um pouco mais.

    Se possível, leia Malaquias inteiramente.

    Paz.

    1. Rodrigo Ribeiro obrigado por comentar!
      O livro de Malaquias tinha o propósito de chamar a nação israelita, que vivia tempos de desanimo, para a renovação da fé, especialmente por causa do anuncio da vinda do Messias. O povo estava cético e desiludido quanto às promessas de Deus, e totalmente indiferente quanto ao seu modo de viver, servir e adorar a Deus confiando em suas promessas. No capitulo 1 dos versos 1 até 5, Deus declara seu amor especial pelo povo israelita apesar das dificuldades enfrentadas devido ao exílio. Apartir do verso 6 até 2:16 vemos que toda a nação estava em rebeldia contra Deus, e que os sacerdotes em total descaso pelo nome de Deus, perverteram o culto bem como toda a lei.
      Do cap.1 vers. 6 até 2:1-9 realmente vemos as violações especificas dos sacerdotes; mas apartir do verso 10 até 16, lemos as violações do povo. Perceba a separação.
      E do cap. 2:17 até 4:6, Deus havia decidido que iria julgar seu povo com justiça, dando ainda a chance para o arrependimento. Em 2:17 a 3:5 a garantia da justiça; em 3:6 a 12, a oferta divina de bênçãos; e de 3:13 a 4:6 a importância de servi-lo.
      Quando usei a palavra reclamar, quis dizer que Deus estava manifestando insatisfação contra toda infidelidade do povo de Israel, que estavam sendo desleais em seus relacionamentos uns como os outros, como também sociais e econômicos. Talvez você não tenha entendido que a analise do texto é de desmistificar essa obrigatoriedade arbitraria do dizimo baseada especificamente sobre esse texto, que por ai é muito usado para esses fins. E como mostrei acima, há uma separação clara sobre as violações do povo em geral (especificamente sobre os princípios da lei), e a dos sacerdotes, que vai contra o que você disse ser somente para os sacerdotes!
      Portanto acatando sua indicação de releitura, percebi que essa “ENORME confusão” como você disse, me perdoe mas não procede. Me permita também lhe indicar a reler o livro de Malaquias com mais atenção. Mais uma vez obrigado por comentar.
      Deus abençoe!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s