Porque não existe dízimo na Congregação?

Que a Congregação Cristã no Brasil não prega, não incentiva nem obriga o dízimo, isto já é conhecido de todos. Além do mais é bom ressaltar que a Igreja se Dízimo não!mantém pelo espírito voluntário de seus membros que contribuem com coletas anônimas e voluntárias exercendo seus ministérios sem a expectativa de receber dinheiro ou bens materiais, algo que é vedado pelo próprio estatuto da Igreja. Mais procuro esclarecer o porque desta nossa posição, a luz da nossa regra de fé e doutrina: as Sagradas Escrituras.

O texto mais utilizado pelos defensores do dízimo como doutrina obrigatória para a atualidade é o 3° capitulo de Malaquias. Iremos analisar o contexto na narrativa em dois tópicos: Antigo Testamento e Novo Testamento. 

  • Antigo Testamento

Malaquias capitulo 3°, como já disse, é o texto central para a defesa dizimista da atualidade. Vemos nesses versos, um diálogo entre o Eterno e seu Velho Testamento povo, que na época eram os hebreus. 

6°- Sim, eu, o Senhor, não mudei, e vós não deixastes de ser filhos de Jacó!

7°a- Desde o dia de vossos pais vos afastastes de meus preceitos e não os guardastes.

Percebe-se já no início que Deus estava reclamando do fato de que seu povo havia se esquecido dos seus preceitos e mandamentos. Esse fato de se esquecer, gerava mais uma vez, uma quebra na aliança instituída desde Abraão. Me utilizo do termo “mais uma vez” porque o próprio Deus compara o povo da época a seus pais que se afastaram diversas vezes de Dele, através da idolatria, assassinato à seus profetas, entre outras transgressões. Neste instante Deus traz a mente do povo um pouco da sua propria historia. Veja por exemplo que nos 40 anos de permanecia no deserto, eles tentaram a Deus, fazendo para si ídolos como o bezerro de ouro (Dt 9:16). Serviram a deuses construídos por mãos humanas como Baal e Asteroth (Juízes 2:13), Dagon dos filisteus entre outros. Mesmo com a mão de Deus os sustentando, com o alimento chamado de maná, com a aguá brotando no meio do deserto eles transgrediam suas leis e seus estatutos. 

Vemos então que sua trajetória era marcada pela desobediência. Mais a caridade do Eterno mais ma vez era muito grande, a ponto Dele mesmo convida-los ao arrependimento. 

7° b – Voltai a mim e eu voltarei a vós – diz o Senhor Todo-Poderoso. Mas vós dizeis: “Como voltaremos?”

“Voltar-se a Ele”, era a condição para que o culto fosse aceito juntamente com seus sacrifícios. 

Compreende-se nesse caso que o motivo das desgraças que vinham sobre eles, era causado pela desobediência. Mais o povo parece responder: Como voltaremos”, em outras palavras estavam dizendo: Porque voltar se em nada temos errado! Então Deus os refuta com uma pergunta-resposta em que diz: “Vos me roubais nos dízimos e nas ofertas”. Veja:

8°- Roubará o homem a Deus? todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas.

9°- Com maldição sois amaldiçoados, porque me roubais a mim, vós, toda a nação.

Para entender melhor essa afirmação, é bom nos recordar que na lei do culto do Antigo testamento havia uma determinação feita ao povo hebreu de que 10% de tudo quando lhes pertenciam deveria ser levado para o templo, como parte de sua adoração. Um dos erros marcantes do povo estava sendo esse, que eles não estavam levando ao templo os dízimos e as contribuições para que isso fosse revertido no sustento dos levitas no serviço do templo, das viúvas e dos necessitados.

10°- Trazei o dízimo integral para o tesouro a fim de que haja alimento em meu templo. Provai-me nisto – diz o Senhor Todo Poderoso – para ver se eu não abrirei as janelas do céu e não derramarei sobre vós a benção em abundância.

O fato de não contribuir que, como já disse, era desobediência e por isso maldições estavam sobre a nação.

Agora eu pergunto a você: “Identificou qual erra o motivo das maldições sobre o povo?”

O motivo concreto não erra a “porcentagem” em discussão, mais sim a não observância dos princípios da lei. O alimento no templo fazia parte da obra de piedade integralmente. Deus estava dizendo ao povo que erra necessário voltar para os seus princípios no qual o dizimo fazia parte dele, para o cultuar. 

Portanto dízimo não é e nunca foi um meio miraculoso, ou mesmo uma moeda de troca com Deus; a fidelidade que se devia a Ele pelos princípios da aliança era o fator de mudança.  

  • Novo Testamento


Isto é fato: Não existe no Novo Testamento um mandamento obrigando a atualidade do dízimo. Novo Testamento em grego

Porém é visível a obrigação do cristão em ajudar a Igreja. Vemos isso por exemplo na coleta em favor da comunidade  de Jerusalém, feita em 2° Corintios 8 e os estímulos para a coleta no capitulo seguinte. Acho ainda que esse seja o mais importante capitulo para ressaltar o que nos diz o Novo Testamento, que em resumo é isso, que é necessário contribuir com alegria. Veja: 

II Coríntios 9:7 : Cada um contribua segundo propôs em seu coração; não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.

É responsabilidade particular achar que se deve estabelecer uma simetria ou equivalência nesta contribuição. 

Em vista disso, o dizimo é apenas uma proporção estabelecida no Antigo Testamento, para a lei do culto ou cerimônia no templo. Já para o Novo Testamento não há essa imposição. É apenas uma forma de referência do sentido pleno que é contribuir com a casa de Deus. Deus o aprovou no Velho Testamento porém não o estabeleceu no Novo, repito, é apenas uma menção de nossa obrigação de contribuir. 

Caros, Deus certamente não irá amaldiçoar ninguém por não dar seus 10% como dizem algumas seitas. Se você é cristão sabe que deve cooperar, para sustento dos pobres e necessitado, construções e reformas. 

Estas são as razões que nos fazem crer que é necessário contribuir voluntária e anonimamente. 

Pense nisso; e não faça uma “tempestade em copo d’água” por questões como essa que em nada interfere no direito a vida eterna. 

About these ads

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s